Síndrome de Irlen

 

O que é?

Um dos principais distúrbios estudados pela Neurovisão. Crianças e adultos se queixam de distorções visuais e dificuldades de leitura. As letras parecem dançar, pulsar ou tremer à frente dos olhos. Há restrição de abrangência focal, ou seja, as palavras, frases e o texto são vistos em partes e não como um todo. A visão espacial é prejudicada. É também difícil manter o olhar focado. O paciente sente dor nos olhos ou dor de cabeça com frequência.

Para as pessoas nessas condições, locais menos iluminados são os melhores para a execução de tarefas que exigem esforço visual, porque as luzes fluorescentes, a luz solar direta e faróis de carros podem ser muito desconfortáveis.

Os pacientes também têm dificuldade de percepção de profundidade, o que prejudica a avaliação tridimensional do ambiente e impacta em atividades como dirigir, praticar esportes com bola ou mesmo ações simples,  como subir escadas.

Qual é a causa?

A Síndrome de Irlen é causada por um desequilíbrio na capacidade de adaptação à luz e que se manifesta, normalmente, no déficit de leitura e na fotofobia. Normalmente hereditária (pelo menos um dos pais dos pacientes apresenta sintomas em 84% dos casos), a síndrome surge de forma evidente nos períodos de maior demanda visual, especialmente entre crianças e adolescentes nas atividades escolares. As queixas mais comuns são brilho excessivo ou reflexos no papel branco, que competem com as letras e dificultam a leitura.

Como tratar?

Além das intervenções pedagógicas, psicológicas e médicas usuais, os pacientes com Síndrome de Irlen podem utilizar overlays (lâminas transparentes de diversos tons de cor) para a leitura e filtros especiais que são colocados nos óculos. Esses recursos podem neutralizar os sintomas e trazer maior qualidade de vida aos pacientes.

O Hospital de Olhos Dr. Ricardo Guimarães possui tecnologia e profissionais especializados para o diagnóstico e tratamento da Síndrome de Irlen.

Redimensionar fonte
Alto Contraste

Marque sua consulta