Seja na produção para aquela tão esperada festa, ou para arrasar na balada e, é claro,  para compor a fantasia de Carnaval, valorizar os cílios está em alta. A aplicação de cílios postiços é um dos truques de beleza muito usado pelas mulheres atualmente. Diferentes opções: coloridos, brilhantes, longos, curtos, volumosos. Tem pra todo gosto!

E já que os cílios são a tendência do momento para valorizar o olhar, manter aquele efeito longo e volumosos todos os dias, existem novas opções. Hoje, a técnica de alongamento ou extensão, permite que você aproveite a beleza dos mega cílios por um tempo maior.

No artigo de hoje, vamos tirar suas principais dúvidas sobre as extensões de cílios. Elas podem apresentar riscos para a saúde dos olhos? Quais cuidados você deve ter com os cílios naturais e com as extensões? Ficou interessada? Então continue lendo porque temos muito mais dicas e informações úteis para você.

 

Qual é a função principal dos cílios? 

Os pelos que temos espalhados pelo corpo são para proteção. No caso dos cílios, eles atuam como vassourinhas, protegendo os nossos olhos de poeiras e microrganismos que podem cair no globo ocular.

Essa proteção acontece também para reagir contra pequenos insetos. Os cílios atuam como um sensor, que envia uma informação para o cérebro, sobre o risco de perigo. Automaticamente fechamos as pálpebras para proteger os olhos. 

Em cada pálpebra, existem entre 100 e 150 cílios, que estão em constante crescimento. Então, é importante cuidar bem do nascimento dos novos fios, que são uma barreira de proteção para os seus olhos!

 

Como cuidar dos cílios? 

Existem alguns cuidados básicos para manter os cílios saudáveis. São três dicas que você pode adicionar na sua rotina, sem muito mistério.

  1. Lave diariamente os cílios e as pálpebras com água corrente e xampu neutro para bebês. Você pode passar o shampoo para um frasco maior e colocar a a mesma quantidade de água para diluí-lo.
  2. Remova toda a maquiagem da região dos olhos, com produtos hipoalergênicos.
  3. Nunca coce os olhos. 

E esses cuidados valem tanto para os cílios naturais ou com extensões. Nos casos de cílios postiços, remova e jogue fora após o uso. Em seguida, faça a higiene dos olhos.

 

Extensões e cílios postiços podem apresentar riscos para os olhos?

O procedimento de extensão consiste em “colar” os fios que podem ser sintéticos, de seda ou de vison em cada cílio natural, com uma cola especial. Já os cílios postiços são utilizados por um dia, e devem ser descartados após o uso. .

Apesar do efeito poderoso, atenção com cílios. O uso contínuo de cílios artificiais e a falta de cuidado com os naturais pode causar a queda dos pêlos e deixar os seus olhos expostos e desprotegidos.

Para evitar qualquer tipo de problema, busque um profissional experiente e  que utilize produtos adequados. Devemos ter cuidado redobrado com tudo aquilo que tem contato direto com os nossos olhos.

E, reforçando, a cola utilizada é um fator muito importante para evitar alergias e problemas como a ceratite (uma queimadura química). Sempre consulte um oftalmologista para uma análise prévia da saúde dos seus olhos, antes de realizar o procedimento de extensão.

Nunca reutilize cílios postiços. O principal risco da reutilização é a irritação dos olhos pelo resquício da cola usada. Além disso, depois de usados, os cílios postiços ficam sujos e as impurezas aumentam os riscos de contaminação dos olhos.

Nos casos dos procedimentos de extensão é importante que os cílios não sejam pesados, para não atrapalhar o crescimento de novos

 

Dica: Peça para o especialista, antes de realizar o procedimento, que realize um teste de reação alérgica. Em caso de vermelhidão ou incômodos, lave bem os olhos e busque outro tipo de produto.

 

O que é a Ceratite e como se dá o tratamento. Quais as consequências?

Conversamos com o Dr. Leonardo Diniz, especialista em Plástica Ocular do Hospital de Olhos Dr. Ricardo Guimarães, e destacamos, a seguir, as informações sobre graves consequências que podem ser desencadeadas pelo uso inadequado de cílios artificiais.  

Em sua explicação Dr. Leonardo destaca que a  Ceratite é a desepitelização do epitélio corneano ou abrasão da córnea. Ou seja: são pequenas feridas puntiformes superficiais que podem ocorrer pelo trauma direto da cola do cílios postiços com superfície ocular.

Abrasões da córnea são lesões dolorosas, que normalmente vem acompanhadas da sensação de cisco no olho, muito lacrimejamento, olho vermelho, aflição a luz, inchaço palpebral e, dependendo da localização, visão turva.

Para finalizar este artigo, destacamos a importância da tomada de providências rápidas em caso de acidentes com colas para aplicação.

 

Emergência Oftalmológica

No caso de desepitelização do epitélio ou abrasão corneana, procure ajuda médica imediata. 

– Lave o seu olho com água limpa (utilize uma solução salina estéril como o soro fisiológico)

– Nunca tente remover qualquer objeto que esteja dentro do seu globo ocular;

– Não esfregue o olho após uma lesão. Tocar ou pressionar o seu olho poderá piorar a lesão;

– Não toque no globo ocular com cotonetes, pinças ou outros instrumentos. Isto poderá agravar a situação.

Você não precisa abrir mão dos cílios postiços! Lembre-se dos cuidados básicos, de utilizar bons produtos e buscar sempre um profissional qualificado. Para tirar outras dúvidas sobre o assunto entre em contato conosco. 

 

 

Está com alguma dúvida? Envie sua pergunta para que possamos te ajudar.

Leia também

  • Cuidados
    Hipertensão e retinopatia hipertensiva: o que é e como tratar
    A hipertensão pode causar sérios danos a sua Retina. Por isso deve-se sempre controlar a pressão arterial e fazer consultas regulares com o seu médico. Saiba mais nesse artigo. 
    saiba mais
  • Tratamentos
    5 motivos para você fazer cirurgia refrativa durante o isolamento social
    Na busca pela independência, a cirurgia refrativa é uma excelente opção. Nesse artigo, conheça 5 motivos para fazer a cirurgia refrativa durante o isolamento social. 
    saiba mais
  • CuidadosTratamentos
    Qual a diferença entre ceratocone e astigmatismo?
    Astigmatismo e ceratocone: entenda quais são os sintomas de cada doença, tratamento e o que elas podem ter em comum.   
    saiba mais

Quer receber mais conteúdo? Assine!

Marque sua consulta!