Muitos problemas visuais podem ser agravados ou surgir após os 60 anos. Uma das principais causas de cegueira na terceira idade é a Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI).

A DMRI afeta a área central da retina (a mácula). Sua principal característica é o surgimento de uma mancha que resulta na baixa visão. Assim, a pessoa vai ter cada vez mais dificuldades de enxergar com nitidez, podendo  perder totalmente habilidades como ler e dirigir, por exemplo.  

Mas afinal, é possível evitar o envelhecimento da mácula? Existe tratamento preventivo? Essas são algumas das dúvidas que vamos esclarecer neste artigo.

Os principais sintomas da DMRI

O principal sintoma da degeneração macular é uma dificuldade na visão central. 

Geralmente ela vê uma “mancha” na parte central que impede que ela veja com nitidez os detalhes mais importantes da imagem.

“Existe diferentes tipos de cegueira, especialmente quando falamos da DMRI. Não é a situação de imaginar a pessoa em uma escuridão total. Existe uma perda do campo visual, mas essas pessoas serão capazes de realizar ainda atividades do dia a dia, mesmo em um estágio mais grave da doença” explica Dra. Juliana Guimarães, médica oftalmologista, especialista em retina.

 

É possível tratar a DMRI?

Por ser uma doença degenerativa, a degeneração macular não tem cura, mas é possível tratá-la. O primeiro passo é consultar um oftalmologista para realizar uma Tomografia da Retina “OCT”. A partir do exame, é possível avaliar se há tratamentos, para recuperar a visão completamente ou parcialmente.

Após o exame, o médico realizará o diagnóstico da DMRI. Ela pode ser categorizada como do tipo “seco” ou “úmido”. 

A primeira, a degeneração macular seca, é considerada mais branda. Ou seja, a degeneração da mácula ocorre de forma mais lenta. Já a “úmida” ou exsudativa tem como característica o desenvolvimento de vasos sanguíneos anormais sob a retina. O que pode levar a uma perda rápida e irreversível da visão.

Quanto mais rápido o diagnóstico, maiores são as chances de a doença ser controlada e tratada. Os exames de rotina são a melhores opções para verificar como está a saúde dos seus olhos.

 

“O tratamento é bem tranquilo. Talvez a maior dificuldade sejam as visitas regulares ao médico. As consultas são mensais. Mas não demanda cirurgia, nem é doloroso”  Dra. Juliana Guimarães, esclarece sobre o tratamento da DMRI.

5 dicas que podem prevenir a DMRI

Por estar relacionada a idade, a degeneração macular não pode ser evitada, mas alguns hábitos podem fazer com que a doença apareça mais tarde e progrida de forma mais lenta. 

A melhor forma de prevenir a degeneração macular é consultando regularmente o oftalmologista. Ele poderá diagnosticar precocemente esse e outros problemas visuais. Além de ser a pessoa responsável por indicar o melhor tratamento. 

E se você ficou interessado em saber outros hábitos que podem contribuir com a saúde ocular, acesso o nosso infográfico sobre os alimentos favorecem a boa visão

Está com alguma dúvida? Envie sua pergunta para que possamos te ajudar.

Leia também

  • Cuidados
    Câncer de próstata e câncer nos olhos: qual a relação?
    Você sabia que o câncer de próstata pode causar metástase ocular? Entenda e tire suas dúvidas sobre o câncer nos olhos.
    saiba mais
  • Cuidados
    Saúde ocular da mulher: o que você precisa saber
    Em meio a um turbilhão de eventos que acontecem no corpo feminino, a visão sempre merece o seu destaque.
    saiba mais
  • Cuidados
    Hipertensão e retinopatia hipertensiva: o que é e como tratar
    A hipertensão pode causar sérios danos a sua Retina. Por isso deve-se sempre controlar a pressão arterial e fazer consultas regulares com o seu médico. Saiba mais nesse artigo. 
    saiba mais

Quer receber mais conteúdo? Assine!

Marque sua consulta!